Artigos. Que livro escolher?
Escolher um livro para seu filho não é uma tarefa simples. A seção infantil das livrarias costuma estar abarrotada de propostas, e nem todas contam com pessoal especializado para orientar a compra. Antes de se frustrar tentando, confira algumas dicas para escolher livros com mais segurança.

Princípios gerais
Um livro deve ser atraente, interessante e comovente. Se não for para você, não será para seu filho.

No caso de ficção, avalie se o livro conta uma boa história, se gera suspense e estimula a vontade de continuar a leitura. Se for um livro de poesias, elas devem ter musicalidade.

Os livros devem ser visualmente atraentes. Para crianças menores, as imagens devem ser mais realistas. Ilustrações mais complexas e abstratas são adequadas a crianças maiores.

A variedade é um ponto essencial. É aconselhável oferecer às crianças diferentes tipos de textos: poesias, contos, informativos, historietas, lendas ou enigmas. Como se encontram em pleno processo de aprendizagem e desenvolvimento, elas devem conhecer diferentes formas, usos e funções da linguagem e dos livros. Desta maneira, aprenderão a diferenciá-los e a desenvolver um critério próprio para escolher os que mais lhes agradam.

É muito importante levá-las a uma livraria com tempo, para que possam olhar os livros com calma, observar quais lhes interessam e conversar sobre suas preferências.

Menores de 18 meses
Nesta idade, os livros ideais são os de tecido, plástico ou papelão duro. É importante que possam molhá-los, mordê-los, tocá-los ou dobrá-los. Lembre-se, sua forma de conhecer o mundo passa, principalmente, pela boca e pelas mãos. Os outros sentidos também estão envolvidos, e livros com texturas, sons ou imagens grandes e simples são muito atraentes para bebês nesta fase.

Entre 18 e 24 meses
As crianças já conseguem entender vários elementos e concatená-los. É recomendável que cada página do livro contenha apenas uma imagem, para que elas possam compreender melhor a sequência de fatos.

Os livros com ilustrações ou livros pop-up (com dobraduras) são seus favoritos. Crianças nesta idade também se encantam com histórias rimadas ou de animais que se expressem com seus próprios sons.

As histórias que repetem a mesma palavra ou frase em todo o livro são excelentes. A repetição ajuda a desenvolver a memória e a linguagem.

Entre 2 e 3 anos
Nesta fase, as crianças são capazes de fazer desenhos sobre as histórias que estão lendo. Elas gostam de ver as imagens à medida que a história é contada.

É a etapa em que começam a aprender noções como em cima/embaixo, dentro/fora, cores e formas. Existem muitos livros que ajudam a absorver estes conceitos. Quando mais divertidos e interativos, melhor.

Entre 3 e 5 anos
Além das histórias conhecidas, as crianças desta fase se encantam com as que elas mesmas inventam ou protagonizam.

Nesta idade, elas aprendem sobre seus sentimentos e como demonstrá-los. Por isso, gostam de escutar histórias sobre outras crianças que se sentem como elas, ou fábulas que desenvolvem ideias sobre o bem e o mal. Os livros sobre pessoas parecidas com as que conhecem (pais, avós, etc.) ajudam as crianças a aprender sobre si mesmas e sobre o mundo.

É um bom momento para introduzir conteúdos mais complexos, como o alfabeto, os números, as profissões, o universo ou o corpo humano.

Lista compartilhada
Uma boa ideia antes de ir à livraria é conversar com seu filho sobre os livros que ele gostaria de ler. Você pode propor que escrevam juntos suas sugestões.
Artigos relacionados
Quem leu isto também leu...